A Importância do Diálogo Tónico-Emocional entre a Mãe e o Bebé

Durante o período de gestação, existe uma relação simbiótica entre a mãe e o seu bebé. Esta relação não se quebra após o nascimento, muito pelo contrário. 

Nos primeiros meses de vida, o bebé depende inteiramente do outro – neste caso, a mãe – para se conseguir organizar e dar resposta às situações externas e internas. Seja o direcionar do olhar para o rosto da mãe, um sorriso em resposta ao som da sua voz, ou o acalmar do choro face ao aconchego de um colo, é através desta interação, em que o corpo transparece a emoção, qua a criança comunica com o mundo à sua volta e, por outro lado, se ajusta às informações que recebe deste.

É também fruto desta interação que o bebé desenvolve a sua própria identidade. Esta, começa por ser uma fusão: o bebé e a mãe partilham emoções e a ação de um, está dependente da ação do outro, como se de um ciclo se tratasse – o chamado diálogo tónico-emocional. Progressivamente, vai ocorrendo uma diferenciação, em que as situações de afastamento/aproximação (e.g.: o bebé estar sem a presença da mãe e poder chamar por ela), permitem à criança construir a sua própria identidade. É através destas situações que a criança vai compreendendo que existe mais no mundo para explorar e que o seu Eu, é distinto do Eu materno.

Assim sendo, é fundamental compreender o quanto é importante que este processo seja feito com base numa relação afetiva e segura. Para se diferenciar, a criança deve ser capaz de perceber os momentos de tensão (e.g.: fome, situações de afastamento), não como uma fonte de stress, mas sim como uma forma de obter prazer. Isto só é possível se, ao longo do tempo, a mãe tiver proporcionado uma resposta contentora e reguladora às tentativas de comunicação do seu bebé, durante esses mesmos momentos. No fundo, é importante que a mãe crie uma rede de segurança que permita à criança sentir-se preparada para explorar o mundo e assimilar novas experiências!

 

Artigo escrito por: Paula Rodrigues, Psicomotricista | Técnica Superior de Reabilitação Psicomotora

Partilha este artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.